Hackathon: ProtoHack

cropped-site_logo_with_tagline

Ontem eu participei de um evento super interessante. O ProtoHack New York é um evento que reuni vários grupo  interessados em criar soluções em forma de aplicativos, um espaço para atuais e/ou futuras startups. Para participar, não é necessário ser um desenvolvedor de softwares, tão quando conhecer uma linguagem de programação. Eles oferecem ferramentas super fáceis de usar para que você crie os protótipos de suas ideias e as apresente, basta clicar e arrastar.

Lud no protohack

Foi um evento intenso, começou às 09:30 da manhã e terminou às 11:00 da noite, mais de 10 horas quebrando a cabeça em cima de uma idéia. Por volta das 20:00 todos começam a apresentar suas ideias para um “seleto” grupo de jurados, apresentação esta que foi devidamente ensaiada com ajuda das duas mentoras convidadas para o evento. Ontem tivemos 32 grupos. Veja os detalhes aqui.

Por ser um sábado frio, não imaginei que teriam tantas pessoas. O evento foi realizado no lounge da empresa Wix e estava lotado de pessoas transbordando ideias. Por ser um super intensivo sobre empreendedorismo e colaboração, a organização do evento oferece almoço e jantar. É claro, tudo ao estilo NYC – Pizza e cerveja! Para Brasileiros não acostumados, tudo pode parecer estranho. Primeiro pelo almoço ser pizza e segundo por todos comerem nas suas mesas em frente ao computador. Mas isso é uma rotina bem comum no dia-a-dia das pessoas por aqui. Nada de uma hora de almoço em um lugar específico. Come-se em qualquer lugar, o importante é fazer acontecer. xD

Nosso projeto, Fund.me – Vaquinha Mobile, não entrou para as finais, porém eu gostei muito do resultado e do progresso que nós conseguimos em “tão poucas horas” de colaboração. Caso tenham curiosidade, vocês podem visitar o nosso projeto no site da Kickmobl.

Imageprotohackjulgamento

Foi bem cansativo, porém muito gratificante. Certamente procurarei por mais eventos como este para participar. Próxima fase: finalizar nosso projeto e mostrar para o mundo que nós podemos, bastar querer e correr atrás.

Bjus, bjus.

New York City – Compras

kinokuniya_entradaEba! Mais uma livraria para a lista.

Um belo dia eu “precisei muito” dos primeiros volumes do mangá de Sailor Moon. Normalmente faço minhas compras na Midtown Comics, porém não tinha o volume que eu desejava.

Decidi explorar as livrarias mais próximas. Vi uma porta pequena e discreta, mas meu espírito por novas descobertas me fez entrar. Foi quando me deparei com um santuário.

Regra número #1 de New York City: “Nunca julgue um lugar pela sua porta de entrada!”.

A Kinokuniya Books é uma livraria japonesa que tem três andares a serem explorados. O segundo andar é um santuário para otakus. Inúmeros mangás, animes, figurines, camisetas e várias outras coisas que nós fazem gastar fortunas.

Disponibilidade + Paixão = No money on my pocket!

DSC_2075

DSC_2073

O primeiro andar contém livros de design, artes, arquitetura, livros de literatura japonesa, entre outros, o céu é o limite. Certamente você encontrará algo que te agrade. O subsolo tem bastante material de papelaria como: materiais de escritório, papéis de carta, carimbos e muito mais outros livros em japonês. Deste andar eu só aproveitei as canetas, a princípio.   >.<

Outro dia ao voltar para loja, encontrei a edição Kanzenban (edição especial) do mangá da Sailor Moon. A capa recebeu um desenho diferenciado e um brilho discreto. Várias páginas são coloridas, as páginas em preto e branco foram impressas um papel especial. É muito bonito! Nota: essa edição especial está escrita em Japonês.

DSC_2072Meu problema agora é entender todos estes livros. Como ler meus mangás sem saber uma vogal em Japonês?

Ok, verdade seja dita, eu comprei para colecionar. Eu já tinha os mangás em inglês.  xD

Para minha sorte, após alguns dias de dilema, uma alma super bondosa me apareceu. Eis que me encontro com a minha amiga Elen. Ela que já havia morado no Japão, gentilmente se prontificou a me ajudar com Hiragana e Katakana, pra isso precisaríamos de mais livros, dessa vez voltados à alfabetização. Lembra do subsolo da loja, aquele que possui a maioria dos livros em Japonês? Voltamos lá.

O livro da foto foi presente da Elen. Mais uma vez, muito obrigada, amei seu presente.

img_3362

Esta edição é ótima, estou me divertindo bastante e indico para quem tem curiosidade. Também uso o aplicativo Memrise que tem sido bem útil.

Visite a loja. Guarda um espaço na mala e leve uns livros para casa!

Bjus, bjus.