New York City – Compras

kinokuniya_entradaEba! Mais uma livraria para a lista.

Um belo dia eu “precisei muito” dos primeiros volumes do mangá de Sailor Moon. Normalmente faço minhas compras na Midtown Comics, porém não tinha o volume que eu desejava.

Decidi explorar as livrarias mais próximas. Vi uma porta pequena e discreta, mas meu espírito por novas descobertas me fez entrar. Foi quando me deparei com um santuário.

Regra número #1 de New York City: “Nunca julgue um lugar pela sua porta de entrada!”.

A Kinokuniya Books é uma livraria japonesa que tem três andares a serem explorados. O segundo andar é um santuário para otakus. Inúmeros mangás, animes, figurines, camisetas e várias outras coisas que nós fazem gastar fortunas.

Disponibilidade + Paixão = No money on my pocket!

DSC_2075

DSC_2073

O primeiro andar contém livros de design, artes, arquitetura, livros de literatura japonesa, entre outros, o céu é o limite. Certamente você encontrará algo que te agrade. O subsolo tem bastante material de papelaria como: materiais de escritório, papéis de carta, carimbos e muito mais outros livros em japonês. Deste andar eu só aproveitei as canetas, a princípio.   >.<

Outro dia ao voltar para loja, encontrei a edição Kanzenban (edição especial) do mangá da Sailor Moon. A capa recebeu um desenho diferenciado e um brilho discreto. Várias páginas são coloridas, as páginas em preto e branco foram impressas um papel especial. É muito bonito! Nota: essa edição especial está escrita em Japonês.

DSC_2072Meu problema agora é entender todos estes livros. Como ler meus mangás sem saber uma vogal em Japonês?

Ok, verdade seja dita, eu comprei para colecionar. Eu já tinha os mangás em inglês.  xD

Para minha sorte, após alguns dias de dilema, uma alma super bondosa me apareceu. Eis que me encontro com a minha amiga Elen. Ela que já havia morado no Japão, gentilmente se prontificou a me ajudar com Hiragana e Katakana, pra isso precisaríamos de mais livros, dessa vez voltados à alfabetização. Lembra do subsolo da loja, aquele que possui a maioria dos livros em Japonês? Voltamos lá.

O livro da foto foi presente da Elen. Mais uma vez, muito obrigada, amei seu presente.

img_3362

Esta edição é ótima, estou me divertindo bastante e indico para quem tem curiosidade. Também uso o aplicativo Memrise que tem sido bem útil.

Visite a loja. Guarda um espaço na mala e leve uns livros para casa!

Bjus, bjus.

Vida nos Estados Unidos – Moradia e Choque Cultural

NYC_sunshine

Vista da minha rua

Ah! O tempo passa rápido! Já fazem dois anos que me mudei para os Estados Unidos. O processo de adaptação veio juntamente com os choques culturais. E o primeiro foi a busca do novo lar. Parece simples, não é? Mas não foi.

Escolhemos morar no estado de New Jersey em cidades que seriam de fácil acesso à Manhattan-NYC. Em New Jersey as casas são maiores, mais acessíveis financeiramente e produtos brasileiros são de fácil acesso. Churrasco, coxinha e guaraná são itens importantes a serem considerados. xD

Depois de visitar várias e várias casas, logo percebi que não encontraria uma novinha em folha como as que morei no Brasil. Paredes bem pintadas, cozinha bonita e banheiro novo não eram mais itens de diferenciação. Como a mão de obra nos EUA é cara, normalmente são os próprios morados que pintam suas casas. Trocar o piso do banheiro ou fazer armários novos, só porque os atuais são de mil e oitocentos e bolinha, não possuem importância alguma por aqui. (Nota: estou me baseando no orçamento de uma família comum de classe média)

Porta_casa

Foi então que descobri que o importante são as coisas que não vemos. Tive que prestar atenção em detalhes que nunca foram importantes no Brasil. Detalhes como: parada de ônibus próxima – por conta dos dias de neve; janelas que com boa vedação e um bom sistema de aquecimento. Estes são os itens importantes do check list, que eu como brasileira nunca pensei em me preocupar. 

Uma europeia uma vez nós disse que o importante é a história que a casa tem para contar!  Hoje eu adoro a casa que escolhemos para morar, mesmo ela sendo velha e cheia de “pequenas manias”. No começo, não foi paixão à primeira vista. Hoje, ela aumenta minha criatividade, tivemos que pensar em várias formas para deixa-lá mais bonita e aconchegante.

Farei um post para mostrar detalhes de como nós deixamos nossa “velha” casa em um lugar que eu adoro e admiro.

Lud_em_casa

Bjus, bjus.